quarta-feira, abril 27

Por vezes é bom relembrar quem somos...

1ª Meia final Europeia - Taça Latina 1949/1950
Estádio Nacional, Lisboa - 10 de Junho 1950
Benfica 3-0 Lázio (Rosário 7', Rogério Pipi 27', Arsénio 76')
Bastos, Jacinto, Fernandes, Moreira, Félix, José da Costa, Corona, Arsénio, Julinho, Rogério Pipi e Rosário. Treinador: Ted Smith

O Benfica acabaria por conquistar a prova, batendo o Bordéus por 2-1 no jogo de desempate.


2ª Meia Final Europeia - Taça Latina 1955/1956
Estádio Arena, Milão - 29 de Junho de 1956
A.C.Milan 4-2 Benfica (Mariani18', Schiaffino 40', Schiaffino 57', Bagnoli 72'; Coluna 52', Caiado 65')
Bastos, Jacinto, Angelo, Caiado, Artur, Alfredo, Isidro, Coluna, Águas, Salvador e Cavém. Treinador: Otto Glória

O A.C.Milan conquistou a prova, batendo na final o Athletic Bilbao por 2-1.


3ª Meia Final Europeia - Taça Latina 1956/1957
Estádio Santiago Bernabeu, Madrid - 20 de Junho de 1957
Benfica 1-0 Saint Etienne (Calado 17')
Costa Pereira, Calado, Angelo, Zezinho, Serra, Alfredo, Palmeiro, Coluna, Águas, Salvador e Cavém. Treinador: Otto Glória

O Benfica viria a perder a final com o Real Madrid por 1-0, com golo de Di Stefano aos 50', tendo a equipa jogado praticamente toda a segunda parte com 10 jogadores, por expulsão de Zezinho.


4ª Meia Final Europeia - Taça dos Clubes Campeões Europeus 1960/1961
1ª Mão - Estádio da Luz, Lisboa - 26 de Abril de 1961
Benfica 3-0 Rapid Viena (Coluna 15', Águas 24', Cavém 61')
Costa Pereira, Serra, Angelo, Neto, Germano, Cruz, José Augusto, Santana, Águas, Coluna e Cávem. Treinador: Bela Guttmann

2ª Mão - Wiener Stadion, Viena - 4 de Maio de 1961
Rapid Viena 1-1 Benfica (Águas 65', Skocik 72')
Costa Pereira, Angelo, Cruz, Neto, Germano, Saraiva, José Augusto, Santana, Águas, Coluna, Cavém. Treinador. Bela Guttmann

O Benfica acabaria por conquistar a prova batendo na final o Barcelona por 3-2 e sagrar-se, pela primeira vez na sua história, campeão europeu.
Imagens da final: http://www.youtube.com/watch?v=CChGf_DQ9Eg



5ª Meia Final Europeia – Taça dos Clubes Campeões Europeus 1961/1962
1ª Mão – Estádio da Luz, Lisboa – 21 de Março de 1962
Benfica 3-1 Tottenham (Simões 5’, José Augusto 19’, José Augusto 64’; Smith 54’)
Costa Pereira, Mário João, Angelo, Cavém, Germano, Cruz, José Augusto, Eusébio, Águas, Coluna e Simões. Treinador: Bela Guttmann

2ª Mão – White Hart Lane, Londres – 5 de Abril de 1962
Tottenham 2-1 Benfica (Águas 15’; Smith 34’, Blanchflower 48’)
Costa Pereira, Mário João, Angelo, Cavém, Germano, Cruz, José Augusto, Eusébio, Águas, Coluna e Simões. Treinador: Bela Guttmann

O Benfica acabaria por se sagrar bicampeão europeu, batendo na final o Real Madrid por 5-3.
Imagens da final: http://www.youtube.com/watch?v=s7yf8DQ-M6I&feature=related


6ª Meia Final Europeia – Taça dos Clubes Campeões Europeus 1962/1963
1ª Mão – De Kuip, Roterdão – 10 de Abril de 1963
Feyenoord 0-0 Benfica
Costa Pereira, Cavém, Cruz, Humberto, Raul, Coluna, José Augusto, Santana, Águas, Eusébio e Augusto Silva. Treinador: Fernando Riera

2ª Mão – Estádio da Luz, Lisboa – 8 de Maio de 1963
Benfica 3-1 Feyenoord (Eusébio 20’, José Augusto 43’, Santana 65’; Bowmeester 82’)
Costa Pereira, Cavém, Cruz, Humberto, Raul, Coluna, José Augusto, Santana, Torres, Eusébio e Simões. Treinador: Fernando Riera.

O Benfica viria a perder a final por 2-1 com o A.C.Milan, tendo jogado grande parte do jogo em inferioridade numérica, uma vez que Coluna, com uma lesão no pé, faria apenas figura de corpo presente.
Imagens da final: http://www.youtube.com/watch?v=2R5LkKXM8Bk&feature=related


7ª Meia Final Europeia – Taça dos Clubes Campeões Europeus 1964/1965
1ª Mão – Nepstadion, Budapeste – 30 de Abril de 1965
Vasas 0-1 Benfica (José Augusto 71’)
Costa Pereira, Cavém, Germano, Raul, Cruz, Pérides, Coluna, José Augusto, Torres, Eusébio e Simões. Treinador: Elek Schwartz

2ª Mão – Estádio da Luz, Lisboa – 6 de Maio de 1965
Benfica 4-0 Vasas (Eusébio 22’, Torres 34’, Torres 40’, Eusébio 41’)
Costa Pereira, Cavém, Germano, Raul, Cruz, Pérides, Coluna, José Augusto, Eusébio, Torres e Simões. Treinador: Elek Schwartz

O Benfica viria a perder a final com o Inter de Milão por 1-0, em jogo marcado pelo mau tempo, pelo frango de Costa Pereira e pelo facto de o Benfica ter acabado com 10 e com Germano na baliza.
Imagens da final: http://www.youtube.com/watch?v=iXyRLXIWJoo


8ª Meia Final Europeia – Taça dos Clubes Campeões Europeus 1967/1968
1ª Mão – Estádio da Luz, Lisboa – 9 de Maio de 1968
Benfica 2-0 Juventus (Torres 63’, Eusébio 69’)
José Henrique, Adolfo, Humberto, Jacinto, Cruz, Jaime Graça, Coluna, José Augusto, Torres, Eusébio e Simões. Treinador: Otto Glória

2ª Mão – Estádio Municipal, Turim – 15 de Maio de 1968
Juventus 0-1 Benfica (Eusébio 68’)
José Henrique, Adolfo, Humberto, Jacinto, Cruz, Jaime Graça, Coluna, José Augusto, Torres, Eusébio e Simões. Treinador Otto Glória

O Benfica viria a perder a final com o Manchester United, disputada em Wembley, por 4-1 após prolongamento, depois de Eusébio falhar de forma clamorosa, já perto do final do tempo regulamentar, o 2-1 para o Benfica.
Imagens da final: http://www.youtube.com/watch?v=DR23KQEobz0


9ª Meia Final Europeia – Taça dos Clubes Campeões Europeus 1971/1972
1ª Mão – Estádio Olímpico, Amesterdão – 5 de Abril de 1972
Ajax 1-0 Benfica (Swart 64’)
José Henrique, Artur Correia, Humberto Coelho, Messias, Adolfo, Jaime Graça, Toni, Eusébio, Néné, Artur Jorge (Vitor Baptista 81’) e Jordão. Treinador: Jimmy Hagan

2ª Mão – Estádio da Luz, Lisboa – 19 de Abril de 1972
Benfica 0-0 Ajax
José Henrique, Artur Correia, Humberto Coelho, Messias, Adolfo, Jaime Graça, Eusébio, Toni (Diamantino 82’), Néné, Artur Jorge (Vitor Baptista 78’) e Jordão. Treinador: Jimmy Hagan
O Ajax sagrar-se-ia bicampeão europeu, ao bater no estádio De Kuip o Inter de Milão por 2-0, com Johann Cruyff em plano de destaque. No ano seguinte obteriam o tri. Era, sem dúvida, a equipa mais forte da Europa no inicio da década de 70.
Imagens da final: http://www.youtube.com/watch?v=sJqPv9soe4o


10ª Meia Final Europeia – Taça dos Vencedores das Taças 1980/1981
1ª Mão – Ernst-Abbe Sportfeld, Jena – 8 de Abril de 1981
Carl Zeiss Jena 2-0 Benfica (Bielau 8’, Raab 15’)
Bento, António Bastos Lopes, Humberto Coelho, Laranjeira (Reinaldo 85’), Veloso, Jorge Gomes, Carlos Manuel, João Alves, Shéu, Néné, Vital (César 64’). Treinador: Lajos Baroti

2ª Mão – Estádio da Luz, Lisboa – 22 de Abril de 1981
Benfica 1-0 Carl Zeiss Jena (Reinaldo 59’)
Bento, Veloso, António Bastos Lopes, Humberto Coelho, Pietra, Jorge Gomes (José Luís 35’), Carlos Manuel, Shéu (Vital 80’) e Chalana. Treinador: Lajos Baroti

Reza a história que o Benfica massacrou por completo os alemães, falhando golos feitos de forma inacreditável. Contudo, os alemão que eliminaram o Benfica, não foram capazes de se superiorizarem na final aos soviéticos deo Dinamo Tiblissi, que se sagrariam vencedores da prova depois de vencerem a final por 2-1.
Imagens da final: http://www.youtube.com/watch?v=y8-tgW_rqXM


11ª Meia Final Europeia – Taça UEFA 1982/1983
1º Mão – Estádio da Luz, Lisboa – 6 de Abril de 1983
Benfica 0-0 Universitatea Craiova
Bento, Pietra, Humberto Coelho, António Bastos Lopes, Álvaro, Carlos Manuel, Shéu (Néné 54’), João Alves, Chalana (josé Luís 85’), Diamantino e Filipovic. Treinador: Sven-Goran Eriksson

2ª Mão – Estádio Central, Craiova – 20 de Abril de 1983
Universitatea Craiova 1-1 Benfica (Balaci 15’; Filipovic 53’)
Bento, Pietra, Humberto Coelho, António Bastos Lopes, Álvaro, Diamantino, Shéu, Stromberg (Alberto Bastos Lopes 69’), Chalana, Néné (José Luís 50’) e Filipovic. Treinador: Sven-Goran Eriksson

O Benfica acabaria por perder a final da Taça UEFA em casa, contra os belgas do Anderlecht, uma das melhores equipas europeias da altura. Dessa época europeia, recorda-se sobretudo a monstruosa exibição no Olimpico de Roma, frente à melhor equipa italiana daquela época e que viria a ser finalista vencida da Taça dos Clubes Campeões Europeus na época seguinte. Nada mais, nada menos que a A.S.Roma de Tancredi, Di Bartolomei, Conti, Falcão e Pruzzo entre outras estrelas do futebol mundial.
Imagens da final (1ªMão): http://www.youtube.com/watch?v=SbScs0G77vA
Imagens da final (2ªMão): http://www.youtube.com/watch?v=0Kw_zo-Wl6Q&feature=related


12ª Meia Final Europeia – Taça dos Clubes Campeões Europeus 1987/1988
1º Mão – Estádio do Steaua, Bucareste – 6 de Abril de 1988
Steaua Bucareste 0-0 Benfica
Silvino, Veloso, Dito, Mozer, Álvaro, Diamantino, Elzo, Sheu, Pacheco (Chalana 70’), Chiquinho (Magnusson 70’) e Rui Águas. Treinador: Toni

2ªMão – Estádio da Luz, Lisboa – 20 de Abril de 1988
Benfica 2-0 Steaua de Bucareste (Rui Águas 22’ e 33’)
Silvino, Veloso, Dito, Mozer, Álvaro, Elzo, Chiquinho, Diamantino, Pacheco (Chalana 88’), Magnusson (Shéu 74’) e Rui Águas. Treinador: Toni

O Benfica acabaria por perder de forma inglória a final, por 6-5 no desempate por pontapés da marca de grande penalidade. Foi talvez uma das piores finais da história da competição, em termos de jogo jogado, tendo de um lado uma equipa do Benfica desfalcada do seu “maestro” (Diamantino) e sem um banco à altura e do outro, uma equipa do PSV arranjadinha (apesar de ter vários jogadores que se sagrariam campeões da Europa nesse ano, ao nível de selecções), mas temerosa com o nome do adversário. Ganhou que foi mais feliz na lotaria dos penaltis.
Imagens da final: http://www.youtube.com/watch?v=5AddEFqEiqk


13ª Meia Final Europeia – Taça dos Clubes Campeões Europeus 1989/1990
1ª Mão – Estádio Velodrome, Marselha – 18 de Abril de 1990
Olympique Marseille 2-1 Benfica (Lima 10’; Sauzée 12’, Jean-Pierre Papin 44’)
Silvino, José Carlos, Aldair, Ricardo Gomes, Veloso, Paneira, Hernâni (Diamantino 70’), Thern, Valdo, Lima (Pacheco 61’) e Magnusson. Treinador: Sven-Goran Eriksson

2ª Mão – Estádio da Luz, Lisboa – 18 de Abril de 1990
Benfica 1-0 Olympique Marseille (Vata 83’)
Silvino, José Carlos, Samuel, Aldair, Veloso, Paneira, Hernâni, Thern (Pacheco 52’), Valdo, Lima (Vata 52’) e Magnusson. Treinador: Sven-Goran Eriksson

Meia final complicadíssima. O jogo em Marselha foi dos maiores massacres europeus que vi o Benfica levar…o 2-1 final não espelhou minimamente a diferença de jogo jogado entre as duas equipa. Na segunda mão, jogo muito fechado, com os franceses a jogarem no contra-ataque. O golo da vitória ficou famoso…a Mão da Vata…ou Mão de Vaca, conforme classificaria um diário desportivo no dia seguinte, em alusão ao facto do Benfica ter tirado a final ao Marselha que, na minha opinião, era a única equipa europeia da altura capaz de se bater olhos-nos-olhos com o fantástico A.C.Milan de Arrigo Sacchi. Na final, o Benfica fez o que lhe competia: reconhecer a superioridade do adversário e jogar em contenção (afinal, aquele Milan estava para aquela época, como está o Barcelona de Guardiola para os dias que correm). A estratégia estava a ser interpretada na perfeição, até se ouvir um apito da bancada, que fez Hernâni parar por umas milésimas de segundo…as suficientes para Rijkaard romper a defesa e aparecer na cara de Silvino para fazer o tento solitário.
Imagens da final: http://www.youtube.com/watch?v=Zp8jeHDep2U


14ª Meia Final Europeia – Taça dos Vencedores das Taças 1993/1994
1ª Mão – Estádio da Luz, Lisboa – 29 de Março de 1994
Benfica 2-1 Parma (Izaías 8’, Rui Costa 89’; Zola 14’)
Neno, Abel Xavier, Hélder, Mozer, Veloso (Kenedy 44’), Kulkov, Paneira, Rui Costa, Izaías, João Pinto, Yuran. Treinador: Toni

2ª Mão – Estádio Ennio Tardini, Parma – 13 de Abril de 1994
Parma 1-0 Benfica (Sensini 76’)
Neno, Abel Xavier, William, Mozer (expulso aos 33’), Kenedy (César Brito 80’), Kulkov, Paneira, Rui Costa, Schwarz, João Pinto, Izaías (Hernâni 75’). Treinador: Toni

Depois de um jogo épico em Leverkusen, o Benfica defrontava o Parma, equipa que na primeira metade da década de 90 seria presença habitual em finais da UEFA e da Taça das Taças. Na Luz, um festival de golos falhados, com um penalty incluído, traduz-se num magro 2-1 que o Benfica levaria para Itália. Em Parma, jogo equilibrado, mesmo com o Benfica reduzido a 10, a partir dos 33 minutos. A 15 minutos do fim, Sensini coloca os italianos na final, não que sem antes Kulkov, completamente isolado na cara de Bucci, atire para defesa do guardião italiano, que pouco tempo depois perderia o lugar para um miúdo de 17 anos chamado… Gianluigi Buffon. Na final, o Arsenal bateria os italianos por 1-0 e levaria o caneco para Londres.
Imagens da final: http://www.youtube.com/watch?v=UQDULgLXwBs


15ª Meia Final Europeia – Liga Europa 2010/2011
1ª Mão – Estádio da Luz, Lisboa – 28 de Abril de 2011
Benfica – Braga

2ª Mão – Estádio AXA, Braga – 5 de Maio de 2011
Braga – Benfica

A eliminação do PSV Eindhoven na passada 5ª feira, marcou o fim do maior jejum da história do Benfica, no que a meias finais de competições europeias diz respeito. 17 longos anos, de participações europeias, onde o melhor que se conseguiu foi estar por quatro vezes nos quartos de final. A meia final deste ano tem tanto de inédita, como de perigosa. Inédita, porque é a primeira vez que o Benfica defronta uma equipa portuguesa nas competições europeias. Perigosa, porque pese embora todo o historial e favoritismo do Benfica, o Braga este ano aja bateu o pé a Celtic, Sevilha, Arsenal, Partizan, Lech Pznan, Liverpool e Dinamo de Kiev. Serão dois jogos duríssimos, onde só uma equipa do Benfica humilde, realista e solidária conseguirá marcar presença em Dublin.

Um excelente trabalho user VanBasten do fórum Serbenfiquista.com

2 opiniões:

encarnado88 disse...

Excelente trabalho sim senhor!

Se não te importas vou juntar o teu blog aos meus links no meu blog.

Continua com os teus videos no youtube também. Excelentes todos eles. Boa continuação e q o a nossa rapaziada vença a eliminatória! :D

RS82 disse...

Boas amigo, envia-me o link do teu blog para colocar como referência aqui no meu.

Grande abraço.

TUDO A DUBLIN